quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Vigília (Poeta ou louco)

Eu me perco a procurar
o seu rosto em tudo que é luar
Já faz um tempo que faço vigília aqui
rezando a esperar
como um milagre da noite revelar

Eu durmo pra te encontrar
em meus sonhos
Posso até te tocar
sentir o gosto
do sal em seus pelos
eu sinto um beijo agridoce

Só você no final
pode fazer ser real
e dizer se tem o mesmo gosto

Sinto que vou te ver
posso prever
É quando beijo a noite
A lua envaidece
dum véu de meia noite
Num sarau de estrelas nobres
aonde as nuvens dormem

Só você no final
pode fazer ser real
e dizer se sou poeta ou louco


sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Dois Segundos

Vem, vem ver
se tudo que ficou
Se tá bom pra você
foi tudo o que restou

Vem, vem ver
um coração sangrar
Cansado de perder
não resiste a sorte de amar

Então deixe-me ficar
sozinho em meu mundo
Pra que a chance de recomeçar
se a felicidade dura dois segundos


segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Mesma Garota

Mesmo desejo
mesmo lugar
Estou exatamente
onde queria estar
com a mesma garota

Tanta coisa melhorou
desde quando ela veio
e mudou a sua vida
pro meu endereço
Eu moro com a mesma garota

Viajamos pouco
Fizemos mil roteiros
Eram tantas milhagens
pra pouco dinheiro

Mas agora vamos fazer diferente
é só comer menos bacon
e olhar pra frente

Dois anos atrás
eu não era o mesmo
Encheu a minha barba
raspei meu cabelo
com a mesma garota

Lápis coloridos
Stephen King, New Wave e Drama
Tudo que ela precisa pra fazer sua cabana
eu falo da mesma garota

E sorrimos muito
Brigamos um pouco
Seguramos firme
Salvamos o jogo

A habilidade é surpreendente
de cuidarmos um do outro
naturalmente

Eu falo da mesma
Eu amo a mesma
mesma garota

sábado, 6 de agosto de 2016

Olhos de Kryptonita

Olhos de kryptonita
sete graus de miopia
não sou mais o seu herói
De longe não vejo certo
só quando chego perto
É o seu sorriso
pra iluminar
e salvar meu dia

Não tenho atitude
se você quiser que eu mude
então me diga
por onde começar
OK, eu sei como fazer
só não sei como falar
Faço bom uso das palavras
nessa nova melodia

Só sei brigar com você
Só sei gritar com você
Hey, Hey, Hey!
Só sei cantar com você
Só sei tocar com você

Sem dedos para ver 
nem olhos pra tocar 
Pra sentir e localizar 
tua evidência, essência, reincidência
Está aqui 
aonde quer que eu vá 
estás em mim

Olhos de kryptonita
verdes que ninguém sabia
por trás um cego coração
De longe grão no deserto
mas quando vejo de perto
É o seu sorriso
pra melhorar
e mudar meu dia

E toda longitude
não diminui a latitude
da lua prateada sobre nós
Ok, não sei como vai ser
não saberemos sem tentar
Agora feche os olhos
segura firme
pegue e não deslize
que nos vamos rodar

Só sei chorar com você
Só sei gargalhar com você
Só sei sonhar com você
Só sei dançar com você

domingo, 5 de junho de 2016

Cor & Voz

E se não restasse
nada entre nós
Nenhuma cor
Nem uma só voz

E se toda a dor
Tornasse-nos mais fortes
Nada seria em vão
Nem mesmo a morte

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Cicatrizes >0,5

Cicatrizes
carrego nesse violão
Que trastejam
nos acordes de perdão

De tão felizes
os amantes foram culpados
Hibernados
em profunda solidão

O que era pra ser amor
durou o tempo bastante
pra se perder

O que era sem fim
se quebrou bem no meio
Sangrou no começo do Sim

Sem nenhum plano bom
nem a promessa
de que tudo iria ficar bem

Será tão difícil assim de esquecer
o que eu lembro todos dias
Será que ainda as mágoas sobrepõem
as lembranças mais bonitas

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Rubro

Que vontade de deitar em seu rubro
Emudecer enquanto escuto
o vento da sua respiração se acalmar
Fazer do peito meu o seu escudo

É tão de bom sentir no escuro
seu ombro em meu queixo 
enquanto eu te durmo
Beleza sem explicação e não há
Fazer dos olhos seus o meu estudo
Dos braços meus o seu lugar seguro 

Te ver 
é assim como se fosse 
a primeira vez 
Não sei o que acontece 
como é que você fez
pra manter sempre o meu olhar fixo
e não ter como parar de admirar

Te ter
é assim tão importante
Que me fez 
pensar em você antes de mim
A minha melhor metade 
é você sim
E isso ninguém pode mudar

Faz assim
Eu te protejo 
enquanto você cuida de mim
E disso nunca vamos discordar
 

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Juliana

Juliana
Sua vida é comédia 
meio drama
De anti-heróis
super-babacas
que tem poderes tão sacanas

Esta noite vou ver Juliana
melhor notícia da semana
Fala o que quer
farei o que puder 
virar romance nessa trama

Juliana
Mulher Maravilha
Abraço de panda
Você se aventura em mim
guia completo aos fins de semana

Enquanto estou com Juliana
meu coração de nada reclama
Sabe o que quer
Menina Mulher
Chocolate, livros e pijama

Juliana
Séries, hqs e fliperama
O seu olhar toma conta de mim
inspira rimas tão cotidianas

Para de chorar Juliana
sai desse chão
levanta
E voa pro teu céu
de tinta e papel
Brilha feliz pra quem te ama

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Praça Pôr do Sol

Pôr do sol que lindo
pra fazer a ponte
do dia e a noite
e a lua acender

Quando o sol vai indo
descendo horizontes
bem pra lá se esconde
os sonhos perdidos

A cor do sol sumindo
e tudo enche de noite
de um luar novo e doce
só pra mim e você

O pôr do sol

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Estrelas Caídas

Eu vou seguir
as estrelas caídas
os ventos de despedidas
onde a dor perdure mais

Eu vou adotar
as promessas partidas
as mágoas retroativas
um amor perene e fugaz

Eu vou seguir
pro resto da minha vida
essa paixão fudida
quando mais amo
mais perco a paz

Eu vou seguir você
seguir você
seguir
você

quarta-feira, 11 de março de 2015

Fia

Fia é razão de tocar
de escrever um sonho pra cantar
Fia a culpa é toda sua
de eu compor exatamente assim
Faz parte de você
cresceu dentro de mim

Fia vá dizer
que um dia não ouviu
Cantando sem querer
as coisas que sentiu
Em cada trova doce
singela pouco velha
Guardo até hoje
em tinta azul folha amarela

Fia dá pra fazer
canção do seu prosar
Fia dá até pra ler
poesia em seu olhar

Faz parte de você
cresceu dentro de mim
Sou parte de você
Ô Fia

sábado, 14 de fevereiro de 2015

De Boa No Seu Lago

Olá Querida
como tem passado
esses dias
que não estive ao seu lado

Tens pensado em mim
como eu penso você

Eu te encontrei
no fundo dos meus sonhos
Mas acordei
eu vi que era só um sonho

Foi tudo tão real
senti teu cheiro
teu rosto
teu calor

Você me dá
todo o amor que tem
Mas eu sei
que existe mais de onde vem

Não posso calcular
quanto recebo
todo o amor que devo

Durma bem meu bem
que eu te quero bem
Você me deixa bem
bem sossegado
de boa no seu lago

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Sofia e a Montanha Azul

Pra onde vai
de onde vem
essa menina 
que faz bem 
só de ver
Os seus cachinhos a pular
Faz do seu tempo um brinquedo

No dia 30 de janeiro
foi sua festa de 3 anos e meio
Ela ajudou a enfeitar
aquele bolo de brigadeiro

Eu estive vigiando você
em cada passo
cada cor
rosa de querer
Cada laço
cada flor 
de vestido ou de cabelo

E não precisa mais crescer
pois você já toca o céu
em cima da montanha azul
e traz estrelas de papel

O seu sorriso pinta o sol
e brilha todo o meu dia
O seu sorriso pinta o sol
e brilha toda a minha vida

O seu sorriso pinta o sol

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Oi Ju

Oi Ju
por que se entristece
de todo o azul
E desaparece
que nem o sol pode vê-la
Você não sai de casa
quebraram suas asas

Oi Ju
não desperdice o seu tempo
em construir empreendimento
monumento em memória
das memórias esquecidas
dos sonhos perdidos

Toda vez que passo aqui
sinto o mesmo
Quando olho pra você
quebra o gelo
Quero ver você pedir
o seu desejo
mais doce
tão doce
bem doce

Toda vez que venho aqui
sinto o cheiro
de flores em seu cabelo
sua pele seus pelos
Vou fazer você sentir
essa sua dor
mais longe
tão longe
bem longe daqui

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

As Luzes da Paulista

Dezembro
Gotas de luz
Em cada uma delas
um pensamento só
Teria sido melhor
se mantivéssemos vivo
um pedaço de paz
As luzes da Paulista
brilhariam mais

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Dez Moinhos

Nenhum blues
nenhuma força
vai poder tirar
essa dor vadia
Nem dez moinhos de Cartola
nem outra Wave de Jobin
vai sintonizar
essa melancolia

Todas as manhãs
eu escolho minhas confissões
e carrego essa pedra nas mãos
Tudo isso pra dizer
se eu gosto de você
Não não

Todas as manhãs
eu me sinto tão azul
e carrego esse peso em meus ombros
Tudo isso pra dizer
se eu gosto de você
Não não
Eu preciso de você



segunda-feira, 24 de novembro de 2014

O Último Ato de Romeu

Venho aqui
de peito aberto
e pulso forte
Não há reservas
nem promessas
Circunstancial
É que somos iguais
em jeitos diferentes

Vim aqui
só pra te ver chegar
te ver passar por mim
e te deixar ir
mais uma vez
sem partida
sem adeus

Vejo mudar
mas sinto o mesmo
Vejo outro braço seu pescoço enrolar
mas de seu coração ainda me faz berço
Ouço-te na madrugada rezar
meu nome feito terço

Mas apega-te ao apreço
Não vê outro jeito
Feito montanha
não muda de endereço
Não se move
só comove
vendo a chuva lavar
seu pesar em silêncio

E esse corte sem fechar
faz meu riso dissimular
enchendo de vazio
esse buraco que você rasgou ao passar
Até que enfim venha me visitar
seu último beijo em morte
dor 
me 
será

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Fotografia

Não guardo mais fotografia
carrego fotos cerebrais
Que não podem ser excluídas
e o tempo não formata mais

Paisagens envelhecidas
que o tempo de volta traz
Retratos de despedidas
em molduras que valem mais

Com brilho, granido, sem filtro
De perfis sociais
Com a galera, de selfie, na escada ou no muro
com gente que não importa mais

Às vezes se ama a lembrança
e não a pessoa
E a foto se torna uma herança
de dor que destoa

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Bossa Nova

Beleza
transformar em poesia a tristeza
Saudar a saudade, Realeza
A míngua de bem me quer
convertida em nobreza

A melancolia
quis ser melhor amiga
Parceira de nostalgias
sussurando notas doces
em trovas frias
Segredando melodias

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Flores em seu cabelo

Tem um jeito
           em seu passeio
     que faz leve
 seu
    ca
      mi
        nhar
                                           levitam
            São  as          que a
                         botas
  o vestido
         de
     b o r b o l e t e a r

           São as flores
                  em seu cabelo
quanto mais VEJO
      mais   desejo
            ficar